VENTILAÇÃO

  • VENTILADOR FLUXO MISTO

VENTILADOR FLUXO MISTO

 

Airfoil 40A
Airfoil 40A

DESENHO40A-CENTRIFOIL 

Ventilador de Fluxo Misto 

AIRFOIL – “IN LINE” 
 

DESCRIÇÃO BÁSICA: 

Ventilador de fluxo misto, “IN LINE”, com rotor centrífugo tipo A, AIRFOIL, de alta eficiência.  Modelo testado e certificado pela Chicago Blower Corporation de acordo com as normas AMCA Standard 210 e AMCA Standard 300. 
 

APLICAÇÕES: 

Ventilação, exaustão, processos industriais, sistemas de pintura e sistemas de tratamento do ar em geral.
 

CARACTERÍSTICAS DE OPERAÇÃO: 

Faixa de operação:  Vazão até 200.000 m³/h e pressão estática até 275 mmca. 

Eficiência mecânica:  Acima de 80% na faixa de rendimento máximo 

Perfil de potência consumida: “LIMIT-LOAD”

Fluido operado:  Ar ou gases sem excesso de partículas abrasivas. 
 

Temperatura:   

→ Até 60°C – Construção standard. 

→ Acima, até 250 °C – Requer acessórios especiais. 
 

CONSTRUÇÃO:    (INDUSTRIAL ROBUSTA)

• Carcaça – Tubular em chapa de aço carbono, estruturada com flanges na admissão (porcas prisioneiras) e na descarga (com furação). 

• Cone de entrada – Chapa de aço carbono conformada com perfil de escoamento de ar hiperbólico. 

• Rotor – Projetado com fator de segurança mínimo de 1,2 sobre a velocidade máxima da classe, composto de: 

→ Centro – Aço carbono usinado com precisão, fixado ao eixo com parafusos e “chaveta”. 

→ Chapa Traseira – Disco de aço carbono, de alta espessura, estruturado, fixado ao centro com parafusos travados. 

→ Pás – Aço carbono, com perfil airfoil, inclinadas para trás, soldadas à chapa traseira e ao cone do rotor. 

→ Cone do Rotor – Aço carbono conformado em perfil de escoamento hiperbólico. 

• Eixo (arranjo 9) – Aço carbono SAE 1045 usinado com precisão, fator de segurança mínimo de 1,2 sobre a máxima velocidade da classe construtiva. 

• Mancais e rolamentos (arranjo 9) – Calculados para uma vida útil L10 mínima de 40.000 horas. 

• Transmissão (arranjo 9) – Polias e correias em “V”, calculada para o mínimo de 1,5 vezes a potência do acionamento. 

• Base do motor – Em perfis estruturais de aço carbono. 

• Soldas – Elétricas em atmosfera inerte com procedimentos e operadores qualificados. 

• Balanceamento – Todo o conjunto girante é submetido a rigoroso balanceamento estático e dinâmico, conforme norma ISO 1940 e ANSI S2.19, grau G=6.3. 
 

TRATAMENTO DE SUPERFÍCIE:

De acordo com o procedimento de pintura standard da SOMAX, as partes de aço carbono são submetidas a tratamento de superfície por jateamento abrasivo grau SA-2, posterior pintura de base epóxi com 25µ de espessura mínima e pintura de acabamento epóxi com 25µ de espessura mínima.  Outros materiais de fabricação e outros tratamentos de superfície podem ser fornecidos, sob consulta.